sábado, 27 de junho de 2009

Após o temporal.

Após um temporal, após ter tido tudo destruído por uma forte onda, olhei para dentro e não encontrei nada. Havia perdido tudo. Olhei para trás e vi um passado; fantasmas. Eu temia. Desde o princípio quando percebi haver algo de errado. Eu precisava voltar a acreditar, apesar da falta de motivos e razões, até então, quando avistei ao longe belas asas feitas de sonhos. Eu passei alguns dias juntando algumas linhas, agulhas, brilhos... e pacientemente me sentei e costurei minhas asas. Com o maior cuidado e capricho, para impressionar tal alguém. Costurei cada rasguinho que havia sido feito. Novamente inteira, eu as vesti. Pude então voltar a voar, e, involuntariamente sonhei alcança-lo. Percebi, que aquilo que havia de mais valioso, nunca fora perdido.

2 comentários:

  1. "cuidado e capricho"... dá pra perceber! =)

    ResponderExcluir
  2. dá pra perceber :)

    bebê, você me impressiona com muito menos *-----*
    qualquer coisa me leva a você;

    EU TE AMO MUITO!

    ResponderExcluir