quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Hoje, enquanto eu lavava a louça, como já era rotina há três anos, e ouvia aquela mesma música, de três anos atrás, me lembrei de como eu me sentia fraca naquela época... E o engraçado, é que pela primeira vez na vida, isso me fez sorrir. Lembrando de como eu fui tola e cheguei a dizer tantas vezes ‘eu não vou conseguir’. Por que será que fazemos e dizemos esse tipo de coisa? Não sei, é. Mas eu me lembro como se fosse há muitos e muitos anos. Uma vaga lembrança que foi surpreendida por uma canção. A verdade é que eu sempre fui forte o suficiente pra me agüentar. Ou não... Eu sempre tive pessoas que me ajudaram enquanto eu pensava estar caindo em um precipício. Isso conta muito. Mas aquela decisão de acabar com tudo e mandar o tudo pra puta que o pariu... Ah, essa eu tenho orgulho dizer que tomei sozinha. E eu precisei de muita força. Só eu sei. E só eu sei como hoje aquilo parece nada. Sei lá. É estranho. Mas eu acredito naquele pra sempre, como já acreditei há três anos atrás, e me sinto forte como nunca. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário